Observatório de Justiça e Conservação

Ajude-nos a fiscalizarproteger o meio ambiente

O Observatório de Justiça e Conservação é uma entidade independente e colaborativa, que trabalha pela  legalidade, transparência e contra a corrupção na área ambiental desde 2016.

Floresta-com-Araucária-Turvo-PR-Zig-Koch
Reproduzir vídeo

01.

Proteger o patrimônio natural por meio do incentivo à fiscalização e ​cumprimento das leis

02.

Usar da fiscalização, da comunicação, da atuação jurídica e do advocacy para garantir eficiência dos órgãos ambientais

03.

Assegurar o respeito à legalidade, transparência e atuar contra a corrupção na área ambiental

Somos uma iniciativa  independente e colaborativa, que trabalha fiscalizando ações do poder público

Muitos dos abusos cometidos contra a biodiversidade e a Mata Atlântica e seus ecossistemas associados – dentre eles a Floresta com Araucária e os Campos Naturais – não chegam ao domínio público com a frequência e a transparência necessárias. Trabalhamos para que a sociedade possa ter acesso à informações bem apuradas, honestas e de qualidade sobre violências contra o patrimônio nacional brasileiro.

Diante de denúncias recebidas ou problemas identificados, trabalhamos na compreensão dos assuntos por meio da apuração jornalística e levamos os casos a entidades responsáveis por apurações mais detalhadas, como os Ministérios Públicos estaduais e federais, por exemplo. Também promovemos a divulgação das situações à imprensa estadual, nacional e até internacional, como forma de contribuir para a geração de escala das notícias e com o conhecimento público sobre elas.

Além do trabalho com a imprensa, estimulamos a divulgação dos conteúdos por meio das redes sociais do OJC, do jornal Justiça e Conservação e do programa de rádio homônimo que, em tempos de pandemia, incorporou o formato de lives diárias no Instagram do Observatório sobre temas relacionados à meio ambiente, saúde, cidadania, história, cultura, entre outros.

Por meio de ações populares, ações civis públicas e petições, por exemplo, diversas ilegalidades contra o patrimônio natural brasileiro já foram evitadas. O trabalho de advocacy ou de campanhas, que procuram  influenciar a formulação de políticas e a alocação de recursos públicos em soluções que gerem benefícios à proteção da natureza e à coletividade, também já conquistaram vitórias e resultados expressivos.

Observação, Comunicação, Justiça e Ação: Caminhos para o exercício da cidadania 

Acreditamos que, para transformar realidades nas quais interesses individuais comprometem cada vez mais as atuais e futuras gerações, só a informação bem apurada e comunicada é capaz de esclarecer e mobilizar a população.

O que o Observatório de Justiça e Conservação faz, é estimular o conhecimento sobre os direitos e deveres do cidadão em relação ao patrimônio público natural, trabalhando para que se cumpram os princípios legais de transparência e publicidade dos atos praticados por agentes públicos ou órgãos governamentais.

Por meio de apurações de dados públicos e denúncias que chegam ao OJC, as informações são organizadas e levadas a diferentes canais de imprensa, entre eles, veículos da grande mídia e portais independentes de alcance nacional e até internacional.

Mais de 500 inserções na imprensa – entre reportagens, artigos de opinião ou entrevistas, por exemplo, – já foram diretamente estimuladas pelo OJC.

O OJC foi indicado ao Prêmio de “Melhores ONGs de 2018”, da Revista Época e ganhou o Prêmio “Ecologia e Ambientalismo”, da Prefeitura de Curitiba, em junho de 2018.

Campanha mais recente

Somos contra a instalação de um complexo industrial portuário no Paraná, em frente à Ilha do Mel, pago com dinheiro público e que destruiria o meio ambiente e prejudicaria o desenvolvimento de todo o litoral.

Reproduzir vídeo

Situação atual da cobertura da Mata Atlântica Brasileira

Desde que foi criado, em 2016, o foco de atuação do OJC está, prioritariamente, no Sul do Brasil, onde se destaca a presença de ecossistemas associados ao bioma Mata Atlântica e altamente pressionados por décadas de exploração irregular, como a Floresta com Araucária – ou Floresta Ombrófila Mista (FOM) – e os Campos Naturais.

Estudos indicam que restam em torno de 7% de Mata Atlântica em fragmentos bem conservados acima de 100 hectares em todo o Brasil.

mata-atlantica-brasil
Cobertura original e atual de Mata Atlântica Paraná. Fonte: SPVS

No Paraná, onde a Floresta com Araucária e os Campos Naturais já ocuparam, respectivamente, 40% e 13% de todo o território estadual, as áreas que hoje concentram remanescentes em bom estado de conservação não ultrapassam as marcas de 0,8% – no caso da Floresta com Araucária – e 0,24% – para os Campos Naturais – em relação aos percentuais originais.

Ativos na defesa e proteção do Meio Ambiente

Seja um associado para manter o olhar fiscalizador pelo Meio Ambiente

Se você compartilha nossas idéias e valores, esperamos que você se junte a nós!

Últimas notícias. Informe-se!

O que falam sobre o nosso trabalho

Para salvar o que nos resta dessa natureza linda precisamos nos unir com pessoas de ética, formadoras de opiniões e com total conhecimento e respeito pelo nosso Paraná. Temos o mesmo objetivo em comum, defender e proteger nosso litoral! Parabéns pelos projetos!

Amalia Pereira
Via Facebook

Nesse momento crítico é de extrema importância, fiscalizar os governantes que em parte têm boas intenções, mas não são todos, não se deve negligenciar o uso do dinheiro do contribuinte.

João Carlos Hanneck
Via Facebook

Excelentes ações na área de Justiça e Conservação, com cobertura jornalística de excelente qualidade!

Juliana Maurer
Via Facebook

Responsável, completo e fundamental. Espaço de resistência, consciência e coerência.

Via Facebook

Projeto relevante e necessário a esse país infestado de corrupção e ganância.

André Paixão
Via Facebook

Assine nossa Newsletter

Receba informações e os conteúdos mais recentes sobre Meio Ambiente, avanços tecnológicos e ambientais e investigações sobre crimes ambientais

EnglishPortuguese

Cadastre-se aqui e apoie o OJC a proteger este patrimônio!